0350 - Freedom Of The Choice - A Perfect Circle [2004]

Bandas que viram outras bandas. Essa é uma constante na vida do vocalista Maynard James Keenan, também conhecido por ser o frontman dos grupos Tool, A Perfect Circle e Puscifer. O versátil cantor possui a incontestável capacidade de se transformar quando assume o vocal, seja interpretando canções próprias ou reinventando clássicos da música pop. E convenhamos que sobre este assunto, o A Perfect Circle já alcançou o nível mais elevado de perfeição (sem ironia). 

O álbum eMotive de 2004, terceiro e último da inconstante trajetória da banda, consolidou sua presença no cenário musical com parte da formação que se apresentou no festival Lollapalooza deste ano: além de Keenan, Billy Howerdel permanece na guitarra principal, James Iha (ex-Smashing Pumpkins) mantém sua posição na guitarra secundária e a dupla Matt McJunkins e Jeff Friedl completam a "cozinha" do APC, como carinhosamente é conhecido entre os fãs. O disco apresentou uma série de versões de sucessos de John Lennon, Marvin Gaye, Depeche Mode, Joni Mitchell e, claro, Devo.

Freedom Of The Choice é a faixa-título do terceiro álbum do maior representante do estilo New Wave, o Devo, lançado originalmente em 1980. O grupo, que surgiu na cidade de Akron no estado de Ohio no começo dos anos 70, permanece na ativa até hoje e conquistou um patamar respeitável no mundo da música. Prova disso é que, em 2006, a Disney encomendou um projeto chamado Devo 2.0, composto por jovens entre 13 e 17 anos, responsáveis por uma das melhores retomadas de carreira vistas até então, comprovando a expressão de-evolution, que dá nome a banda. Mas este assunto merece um tópico exclusivo aqui no 1001 Covers.


A versão do A Perfect Circle para a música reforça a temática política e anti-guerra sentida durante a reeleição presidencial americana no ano de seu lançamento. A inclusão de Freedom Of The Choice é visivelmente uma crítica a convocação obrigatória de soldados para a Invasão ao Iraque, onde, o senso comum e a esmagadora maioria acreditava que a "liberdade de escolha" deveria prevalecer.


Ana Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!!!