0016 - People Are Strange - Echo And The Bunnymen [1987]

Como o nosso amigo Pérsio começou esse blog falando de um seriado de TV e a abertura que o marcou, além da série, claro (que marcou a mim também). Meu primeiro post aqui é sobre um filme: The Lost Boys, ou Garotos Perdidos, como ficou conhecido aqui no Brasil. Acredito que, quando assisti pela primeira vez esse filme, eu não sabia quem era Echo and the Bunnymen e muito menos The Doors...

Sei que a trilha sonora como um todo, tomou conta de mim. Na hora fiquei fascinada pela trilha, assim que começa o filme e a imagem começa no mar até chegar no parque de diversões da cidadezinha à beira mar. O ritmo ali é hipnotizante e, como eu assisti de primeira na tv, a música do Echo não me parecia estranha e fiquei empolgada logo de cara com a música. Talvez eu a tenha ouvido no rádio, na tv, na rua, em algum lugar, com certeza a música deva ter feito sucesso na voz do Echo and the Bunnymen ou eu tenho uma grande sensibilidade pra música boa!

E quem era o tal do Eco e seus homens coelhos? Ou As Portas? Só comecei mesmo a ouvir rock pra valer a partir da onda grunge, a qual me tirou do status quo dance music pra adolescente. Até ali, o máximo que conhecia de rock eram os Beatles - que tanto minha mãe falava - entre outras bandas dessa geração que muitas vezes ela não sabia pronunciar nem nome de banda, nem de música...

Tinha uma influência pelos meus tios de Pink Floyd, Queen e Supertramp e via os "videos clipes" na TV e conhecia algo de The Cure, B52's, U2, Duran Duran e achava que A-ha entrava na lista...Demorei muito pra saber que People Are strange era um cover, pra mim, ela era originalíssima! Não havia ninguém pra me dizer o contrário, muito menos esse mundão chamado internet.

Virei uma viciada em video clipes no final dos anos 80 começo dos 90, assistia todos os programas que a TV (ainda só existia aberta) poderia me proporcionar. Um dia, vi o clipe desse filme e fiquei encantada! Havia descoberto de onde tinha saido aquela música! Quem eram os caras de cabelo em pé que pareciam com o The Cure no visual e a voz de Ian McCulloch era perfeita! Cativante! Este filme tornou-se um dos meu favoritos na época e a música também, era daquele tipo de música que eu queria ouvir sem parar!

Até descobrir o The Doors...
Conheci "as portas da percepção" primeiramente (e acho que como todo mundo) por Light my Fire, fiquei curiossísima pelo filme com o Val Kilmer, mas essa é outra história... Ouvindo The Doors em programas de rádio rock, principalmente naqueles que tocavam as músicas mais velhinhas, "descobri" People Are Strange na voz de Jim Morrison, o verdadeiro autor da música, datada de 1967. Echo and the Bunnymen só fizeram sua releitura 20 anos depois... e eu devo tê-la ouvido quase nos anos 90...


Gostei de saber que era um cover, gostei da versão original, mas a minha preferida sempre será a versão gravada pelo Echo. Eles deram uma nova cara à música, uma cara anos 80, britânica (e não é que eles também eram da cidade dos Beatles! como descobri depois? rs) e cativante. Combinava exatamente com o efeito hipnótico e cativante que os vampiros têm sobre nós, humanos, seja pela lenda, seja pra quem acredita ou mesmo as cenas de cinema: vampiros encantadoramente sexies. Daí surgiu, também, minha paixãozinha por Kiefer Sutherland - que era da gangue dos vampiros maus... rs

Depois de muitos e muitos anos, conversando com um namorado na época (fã e grande conhecedor de Echo), ele me disse que a versão dos ingleses tinha como produtor da faixa, nada menos, que Ray Manzarek, tecladista do Doors e que além de ter participado nos teclados novamente, o próprio Ray teria dito que prefere a versão de Ian e banda. Nada mais gratificante para uma banda que tem Doors como uma de suas influências...

Não está mais disponível no Youtube o clipe do filme... pelo menos não a encontrei, mas achei um video com as cenas exatas em que a música é tocada no filme.

Menina Enciclopédia

3 comentários:

  1. Achei esta cover muito boa. As cenas do filme com a música realmente é perfeita. Não me lembro se assisti este filme ou não. Acho que não. Enfim, esta cover é ótima mesmo! O Doors foi bem "copiado"...

    ResponderExcluir
  2. Menina Enciclopédia desenterrando clássicos da sessão da tarde. rs

    Gostei da cover também. Pega bem no pop enquanto a original é algo bem mais "bluesy". Eu ainda fico com a original, mas a versão é boa.

    ResponderExcluir
  3. Eu não gosto de Doors, mas Echo & The Bunnymen é muito bom! Esse cover da banda britânica é melhor que o original, sim. Mas sou suspeita para falar...

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!